Tracy Chapman se torna a primeira mulher negra a ter escrito sozinha um hit que lidera paradas Country

Nine
tracy-chapman.jpg

- PATROCINADO -
Tracy Chapman

- PATROCINADO -

A incrível Tracy Chapman conquistou mais um feito histórico com seu aclamado hit “Fast Car”, de 1988.

Recentemente, a versão de Luke Combs para a música de Chapman que marcou época nos anos 80 alcançou o topo da parada Country Airplay da Billboard. Com este marco, a artista se tornou a primeira mulher negra a ter o único crédito de composição em um hit Country que atingiu o primeiro lugar de alguma parada relacionada ao gênero.

Assim, de acordo com a Rolling Stone (via CoS), Tracy Chapman se juntou ainda a um seleto grupo de mulheres negras que fizeram parte da composição de músicas Country que alcançaram o topo das paradas.

Entre elas estão Alice Randall, que co-escreveu “XXX’s and OOO’s (An American Girl)”, lançamento de Trisha Yearwood em 1994; Ester Dean, co-autora de “Champagne Night”, lançada pelo Lady A em 2020; e Tayla Parx, que tem crédito de autora na música “Glad You Exist”, lançada por Dan + Shay em 2021.

Ícone demais!

Tracy Chapman faz história com o hit “Fast Car”

A versão de “Fast Car” lançada por Luke Combs integra seu disco mais recente, Gettin’ Old. De acordo com o músico, a faixa é sua “música favorita de todos os tempos”.

A regravação subiu do 8º para o 4º lugar na Hot 100 no início deste mês, superando o pico nº 6 da versão original de Chapman. A partir desta semana, a música ficou em segundo lugar no Hot 100 e pode alcançar marcas aindam ais impressionantes.

Ao falar sobre a canção ao Music Mayhem, Combs disse:

Lembro-me de ouvir essa música com meu pai em sua caminhonete quando eu tinha provavelmente quatro anos. Ele tinha uma fita cassete, e nós tínhamos uma velha F-150 marrom. Nós rodamos com aquela coisa, e ele tinha um toca-fitas lá, e eu tenho a fita original – meu pai a trouxe para mim alguns anos atrás… Eu tenho uma e tenho na minha garagem.

Confira a versão original e a nova cover de Luke Combs para “Fast Car” ao final da matéria.

- PATROCINADO -

Tracy Chapman

Todos esses números, ainda que impressionantes, abriram uma discussão sobre o apagamento de Chapman enquanto artista por ser uma mulher negra em um meio dominado por homens brancos, e o sucesso recente da versão de Combs fortalece essa ideia.

Inclusive, apesar de “Fast Car” ser sua canção de maior destaque, é injusto resumir a incrível trajetória de Tracy Chapman a esta única faixa.

Com fortes influências do Blues e do Folk, a artista que tem uma das vozes mais poderosas e socialmente ativas dos anos 80 e 90 (e até dos 2000!) foi uma das que mais abordou em suas músicas temas de injustiças sociais e raciais, o que também fez com que ela fosse deixada de lado por muitas pessoas às quais esses assuntos não interessam.

Em seu disco de estreia homônimo, por exemplo, ela também apresentou ao público outros grandes sucessos como “Talkin ‘Bout a Revolution”, que a ajudou a ser ainda mais reconhecida e, por conta da letra (“eles falam sobre uma revolução / que soa como um sussurro”), ela ficou conhecida como “a revolucionária quieta”.

Você pode saber um pouco mais sobre a brilhante trajetória de Tracy Chapman por aqui, onde também falamos sobre sua luta e seu papel como ativista em importantes causas como o movimento feminista.


De clássicos como Phoenix e Daft Punk até novidades do Indie, Pop e Rock francês, ouça A Made In France Selection By ! e siga o ! no Spotify!



Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Apoios

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em: