Ciclone deixa RS e SC em alerta do Inmet de “grande perigo“

Nine
Lima-1.jpg

- PATROCINADO -

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) colocou, nesta quarta-feira (12), o Rio Grande do Sul e Santa Catarina em alerta vermelho, na situação de “grande perigo”, devido à formação de um ciclone extratropical.

- PATROCINADO -

Conforme o órgão, está previsto para grande parte do RS e no litoral de SC chuva superior a 60 ou maior que 100 milímetros, ventos superiores a 100 km/h, queda de granizo, grande risco de danos em edificações, corte de energia elétrica, estragos em plantações, quedas de árvores, alagamentos e transtornos ao transporte rodoviário. Veja a área a seguir: 

Situação de grande perigo no estado do Rio Grande do Sul devido ao ciclone / Reprodução/Inmet

 

Situação de grande perigo no litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina devido ao ciclone / Reprodução/Inmet

 

Segundo a Defesa Civil Nacional, o ciclone se formou entre o Paraguai e a Argentina, e chegará ao Brasil nesta tarde.

“Com o avanço da frente fria, uma intensa massa de ar frio atingirá o país a partir de quarta-feira. Na terça, as temperaturas máximas caem no Rio Grande do Sul devido ao aumento da nebulosidade e da chuva, mas, a partir de quarta, o ar frio avança sobre o Sul e Mato Grosso do Sul”, informou o Inmet.

Até a tarde desta quarta-feira, 11 cidades do Rio Grande do Sul registraram a ocorrência de granizo, segundo a Defesa Civil estadual: Derrubadas, Joia, Passa Sete, Vera Cruz, Sobradinho, Arroio do Tigre, Candelária, Ibarama, Porto Lucena, Boa vista do Cadeado e Encruzilhada do Sul.

As cidades de Panambi e Não-Me-Toque registraram alagamentos, enquanto Sede Nova reportou um vendaval.

O Inmet orienta a população das áreas atingidas pelos efeitos do ciclone a evitar se abrigar debaixo de árvores e estacionar seus veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

O órgão também pede que os aparelho elétricos e o quadro geral de energia sejam desligados e sugere a busca por mais informações junto à Defesa Civil (no telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (193).

O que é um ciclone extratropical?

Segundo o Climatempo, o ciclone extratropical é uma área de baixa pressão atmosférica onde os ventos giram ao redor de um centro, sempre no sentido horário, no caso do Hemisfério Sul, formando um círculo completo.

A empresa informa que, “quanto mais baixa a pressão do ar no centro do ciclone, mais fortes são os ventos e maior o potencial para o desenvolvimento de nuvens muito extensas, que provocam chuva volumosa e forte, ventania, raios e eventualmente granizo”.

*Com informações de Gabriel Ferneda 

Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Apoios

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em: