Falta de sono faz você se sentir mais velho, diz estudo

Nine
CNN Brasil

- PATROCINADO -

Não dormir o suficiente pode fazer com que você se sinta de cinco a dez anos mais velho do que realmente é, dizem dois novos estudos publicados na terça-feira (2).

- PATROCINADO -

Questões de saúde e mobilidade também podem contribuir para se sentir mais velho antes do tempo, mas quando se trata de dormir, a falta disso foi a chave para se perceber velho, de acordo com os estudos publicados na revista Proceedings of the Royal Society B.

“O sono desempenha um papel causal na forma como os indivíduos idosos se sentem”, escreveu Leonie Balter, pesquisadora do sono na Universidade de Estocolmo, na Suécia, e autora principal de ambos os estudos, por e-mail à CNN.

A falta de energia e motivação pode certamente contribuir para se sentir mais velho, ao mesmo tempo que limita a capacidade de uma pessoa permanecer física e socialmente ativa, o que contribui para se sentir jovem, complementou a pesquisadora.

“Sono insuficiente induz sensação de sonolência. A sonolência é um importante estado motivacional que nos faz priorizar o sono e reduz nossos níveis de energia”, disse Leonie.

“A idade pode ser compreendida em múltiplas dimensões: cronológica, biológica e subjetiva”, pontuou o pesquisador do sono Dr. Chang-Ho Yun, professor de neurologia na Universidade Nacional de Seul, em Seongnam, Coreia do Sul, que não esteve envolvido nos estudos.

“No geral, essas descobertas ressaltam a importância do sono adequado na manutenção de uma idade subjetiva jovem, beneficiando potencialmente a saúde física e mental”, escreveu ele à CNN.

Sentir-se jovem é uma coisa boa, segundo a ciência. Tal sentimento tem sido associado em estudos sobre uma vida mais longa, uma menor taxa de demência, menos chance de depressão e características mais positivas, como otimismo, esperança e resiliência, além de melhor saúde física e mental.

Na verdade, as pessoas que se sentem mais jovens do que a sua idade têm maior probabilidade de ter cérebros compatíveis. Um estudo de junho de 2018 descobriu que pessoas mais velhas que se consideravam mais jovens tinham mais massa cinzenta no cérebro e pontuavam ser mais jovens em testes de idade cerebral.

A falta de sono pode fazer com que você se sinta mais velho do que é / pexels/ron lachDois estudos, resultados semelhantes

Balter e seus colegas conduziram dois estudos. Um deles testou quão bem 429 pessoas com idades entre 18 e 70 anos dormiram em suas próprias casas no mês anterior. Para cada noite de sono insatisfatório durante esse período, as pessoas relataram sentir-se cerca de um quarto de ano, ou seja, três meses, mais velhas do que sua idade cronológica.

- PATROCINADO -

“Alterações no humor e sentimentos de fadiga também contribuem para a sensação subjetiva de envelhecimento”, disse Yun. “Essas alterações são manifestações típicas da privação de sono e podem agravar tanto a sonolência quanto a percepção da idade avançada.”

Contudo, se a pessoa tivesse dormido bem durante o mês, conseguiria sentir-se quase seis anos mais jovem, em média, do que a sua idade real.

Privação severa de sono

O segundo estudo realizado pediu a 186 dos mesmos participantes que dormissem num laboratório durante duas noites, certificando-se de que não dormiam mais de quatro horas por noite. A experiência subjetiva do envelhecimento era muito maior quando as pessoas experimentavam este grau de privação de sono: em média, as pessoas sentiam-se quase 4 anos e meio mais velhas do que realmente eram.

Com que rapidez as pessoas podem se recuperar de um sono insatisfatório e começar a se sentir mais jovens novamente?

“A resposta a essa pergunta é desconhecida. O que os nossos dados sugerem é que isso poderá acontecer muito rapidamente”, disse Balter. “Qualquer coisa que possa aliviar a sonolência pode ter um impacto imediato na idade subjetiva. No entanto, para efeitos mais substanciais e duradouros, é essencial garantir um sono suficiente.”

A sonolência foi monitorada no segundo estudo e, para cada aumento de unidade em uma escala de medida, as pessoas acrescentaram 1,23 anos à sua avaliação de envelhecimento.

O gênero não importava, mas o cronótipo do sono sim; as pessoas que adoram acordar cedo, muitas vezes chamadas de madrugadores, sentiram o impacto mais profundamente.

Os madrugadores classificaram-se como mais de cinco anos mais velhos que os tipos noturnos, também conhecidos como notívagos, e quatro anos mais velhos que os tipos intermediários, pessoas com um relógio biológico que não se ajusta a nenhum dos extremos. Quando os madrugadores dormiam até nove horas por noite, porém, eles se sentiam muito mais jovens.

Então, os madrugadores precisam dormir mais do que os notívagos?

“Estas descobertas apoiam que o sono, um fenómeno biológico vital, pode ser a chave para se sentir jovem”, escreveram Balter e os seus colegas no estudo.

Para melhorar o bem-estar geral, priorizar o sono adequado é fundamental, ressaltou Yun.

“Se você suspeita que sua privação de sono se deve a um distúrbio do sono, como insônia ou apnéia do sono, é crucial procurar avaliação e tratamento com um profissional de saúde”, disse ele.

“Lembre-se, uma boa noite de sono pode ajudá-lo a viver mais jovem.”

 

Fonte: CNN

Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Divulgação

50 Receitas Fitness

Curso de Massagem

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em:

Nine Receba notificaçoes de novas histórias, notícias e experiências.
.
Ativar Notificações