Dengue, chikungunya e zika: saiba diferenciar os sintomas

Nine
E-dengue-ou-Covid-Veja-diferencas-entre-os-sintomas-das.jpg

- PATROCINADO -

Dengue, zika e chikungunya são doenças diferentes, mas com uma característica em comum: todas são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Apesar dessa semelhança e de alguns sintomas parecidos, as infecções podem se manifestar de formas distintas.

- PATROCINADO -

“Apesar de as três serem transmitidas pelo mesmo mosquito, as doenças têm quadros diferentes e evoluções diferentes”, reforça Silvana Barros, infectologista e chefe do Serviço de Epidemiologia e Controle de Infecção da Rede Mater Dei de Saúde.

Diante de um aumento dos casos de dengue no Brasil, é importante saber diferenciar os sintomas de dengue, chikungunya e zika, para poder dar início ao tratamento adequado para cada caso. Entenda a seguir.

Veja os principais sintomas de cada uma

A dengue é causada pelo vírus dengue DENV, que pode ser encontrado em quatro sorotipos (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4). Os sintomas característicos da doença causada por esse microrganismo incluem febre alta (acima de 38 ºC) de início repentino, dor de cabeça, dor muscular e dor atrás dos olhos. Em casos mais graves, pode causar sangramento da mucosa e aparecimento de manchas vermelhas na pele.

Já a zika também causa febre, mas é menos intensa e em temperatura mais amena, abaixo de 38 ºC. Além disso, ela também a caracterizada por sintomas associados a conjuntivite não purulenta e aparecimentos de manchas vermelhas de início precoce e que causam coceira intensa – diferentemente da dengue que, em alguns casos, podem não aparecer.

Por fim, a chikungunya se difere das outras doenças por causar dor e inchaço nas articulações. No entanto, também pode apresentar sintomas semelhantes, com febre, dor muscular, manchas vermelhas no corpo, coceira na pele, dor de cabeça, dor atrás dos olhos. Além disso, pode causar, ainda, náuseas, vômitos, dor de garganta e diarreia e/ou dor abdominal.

Como diagnosticar e tratar cada doença?

A infectologista Silvana reforça que a principal forma de diferenciar, com certeza, a dengue do zika e da chikungunya é buscando ajuda médica e realizando testes laboratoriais. “O diagnóstico, além do clínico, obviamente depende da confirmação laboratorial”, enfatiza. “Temos um conjunto de exames disponíveis que permite dar sim ao diagnóstico de certeza de dengue e isso é extremamente importante para diferenciar, porque as outras doenças continuam existindo”, completa.

Para diagnosticar a dengue, zika e chikungunya, existem três tipos de testes:

Teste rápido: o sangue é coletado no dedo e há verificação se a pessoa está contaminada no momento. O resultado sai em cerca de 15 minutos;RT-PCR: pode ser feito até o 5º dia de sintoma e identifica o vírus ou partículas dele no paciente. Pode demorar até cinco dias para liberação do resultado;Teste de sorologia: amostras de sangue são coletadas depois do 6º dia de sintomas e identifica a produção de anticorpos contra o vírus da dengue. O resultado pode levar até 8 dias para ser liberado.

- PATROCINADO -

Ainda não existe medicamentos antivirais que combatem diretamente os vírus transmitidos pelo Aedes aegypti. Por isso, o tratamento das três doenças incluem o repouso, a boa hidratação e o uso de medicamentos para aliviar os sintomas. Porém, atenção: existe uma série de remédios que não são indicados para o tratamento de dengue, como o ácido acetilsalicílico, ou AAS, corticoides e anti-inflamatórios não esteroidais (como ibuprofeno e nimesulida, por exemplo).

Fonte: CNN

Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Divulgação

50 Receitas Fitness

Curso de Massagem

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em:

Nine Receba notificaçoes de novas histórias, notícias e experiências.
.
Ativar Notificações