Centro Universitário Facens anuncia parcerias inéditas para projeto pioneiro de mobilidade conectada

Nine
FacensMobilidadeConectada

Concebido em conjunto com a TIM, Stellantis, as Universidades USP – São Carlos, UFSCAR e a alemã Technische Hochschule Ingolstadt (THI), projeto foi aprovado após chamada pública realizada pela FUNDEP para o programa Rota 2030}

- PATROCINADO -

O IP Facens (Instituto de Pesquisa do Centro Universitário Facens), em parceria com a TIM Brasil, Stellantis, as universidades USP-São Carlos, UFSCAR e a alemã Technische Hochschule Ingolstadt (THI), anunciam o lançamento do projeto Conecta 2030: Ecossistema conectado e cooperativo para detecção de pedestres em travessias, voltado para a criação de um ambiente colaborativo, com foco em iniciativas para a segurança de pedestres e ciclistas. O anúncio da aprovação foi feito no final de abril pela FUNDEP, uma das coordenadoras do programa Rota 2030. A partir de agora, as empresas envolvidas no Conecta 2030 têm pela frente o desafio de desenvolver um ecossistema-conceito para o desenvolvimento e implementação de soluções ADAS (Sistemas Avançados de Assistência ao Condutor), a partir de três pilares principais: conectividade, inteligência artificial e gêmeos digitais.

- PATROCINADO -

De acordo com Roberto Netto, coordenador de tecnologia do IP Facens, o objetivo é desenvolver um ambiente de gêmeo digital de uma parte do 5G Smart Campus Facens, e assim, testar um recurso de detecção de usuários vulneráveis em vias públicas. “Essa aplicação será composta pela detecção de pessoas atravessando uma faixa viva. Será possível, também, verificar se o indivíduo está em situação de perigo, para que seja enviado um alerta tanto para os veículos envolvidos nesse cenário como para o pedestre”, explica. Segundo ele, “isso somente é possível de ser atingível por meio de uma conectividade que integra veículos e pedestres, criando um ambiente no conceito de Cidades Inteligentes”.

Para Átila Xavier, diretor de arquitetura, inovação e tecnologia da TIM Brasil, a participação da operadora reforça o compromisso em criar soluções inovadoras para o mercado automotivo, contribuindo para a sociedade e melhorando a vida das pessoas. “A Facens é reconhecida por sua excelente trajetória acadêmica; a THI é referência na Europa para projetos de conectividade veicular; as Universidades de São Paulo e UFSCAR são instituições respeitadas por sua expertise em tecnologias avançadas; e com a Stellantis já temos uma parceria sólida e bem-sucedida para desenvolvimento e aplicação de tecnologias para o setor automotivo”, conta.

Helder Oliveira, supervisor de conectividade da Stellantis, afirma que a empresa tem como propósito liderar a forma como o mundo se move e nesta trajetória se apoia em quatro valores: ser centrada no cliente, ser ágil e inovadora, vencer juntos e cuidar do futuro. Segundo ele, “a participação neste projeto de mobilidade conectada para a criação de um ecossistema cooperativo em segurança está alinhada ao propósito da empresa e ressalta esses valores. Quando olhamos para os pedestres e trabalhamos em parceria sendo inovadores, estamos buscando evolução tecnológica para um futuro mais seguro e sustentável no uso de veículos”.

Para Technische Hochschule Ingolstadt (THI), o financiamento do Rota 2030 é mais uma vez uma excelente oportunidade para avançar em projetos de pesquisa aplicada na área de mobilidade com notáveis parceiros universitários e industriais do Brasil. No âmbito do projeto, dois alunos de mestrado irão passar dois semestres como estudantes de intercâmbio no THI, pesquisando algoritmos para direção automatizada e inteligência artificial. Para esse fim, eles conduzirão pesquisas relacionadas ao projeto no CARISSMA Institute of Automated Driving (C-IAD) e no Núcleo de Mobilidade e Inteligência Artificial AImotion na Bavária. A expertise e as ferramentas desenvolvidas pelo CARISSMA Institute of Electric, Connected and Secure Mobility (C-ECOS) para conectividade automotiva serão integradas ao Conecta 2030, possibilitando uma forte sinergia entre os parceiros brasileiros e alemão”.

Para a Profa. Dra. Luciana Zaina, docente e pesquisadora em Experiência do Usuário na UFSCar e coordenadora associada do projeto aprovado, “o projeto envolve esforços de pesquisa em diferentes áreas, como inteligência artificial, conectividade, simulação e experiência do usuário para o setor automotivo. Poder desenvolver soluções que integram essas áreas é bastante desafiador e ter parceiros acadêmicos como FACENS, a USP-São Carlos e a THI, além de empresas comprometidas com pesquisa como a Stellantis e a TIM, nos deixa bastante confiantes sobre os resultados que podem ser alcançados pelo projeto.  Nós do grupo de pesquisa em experiência do usuário da UFSCar estamos motivados e certos de que as contribuições terão também impacto direto na sociedade”, diz.

Para o Prof. André Carlos Ponce de Leon Ferreira de Carvalho, pesquisador da área de Inteligência Artificial, professor e diretor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação no Campus de São Carlos da Universidade de São Paulo, e coordenador associado do projeto, essa ação “trará importantes contribuições, não apenas para o setor automotivo e para a pesquisa científica, tecnológica e de inovação nas instituições acadêmicas, mas para a segurança e qualidade de vida da população”. Segundo ele, “a colaboração com as entidades parceiras, FACENS, THI e UFSCar, e com as empresas Stellantis e TIM vai trazer importantes avanços científicos, econômicos e sociais em mobilidade”.

O programa Rota 2030 é parte de uma estratégia elaborada pelo Governo Federal para desenvolvimento do setor automotivo no país. Além de trabalhar políticas de incentivo à indústria, possui como pressupostos princípios de sustentabilidade ambiental e cidadania. O projeto Conecta 2030 atende à demanda do programa prioritário sobre Conectividade Veicular, estabelecido pelo FUNDEP, especialmente para a linha de conectividade dos veículos com o ambiente externo e a possibilidade de proporcionar mais segurança no trânsito.

Sobre a Facens
O Centro Universitário Facens é um grande hub de inovação e tecnologia – um Smart Campus – conceito premiado dentro e fora do país, que alinha o desenvolvimento de projetos práticos aos eixos de cidades inteligentes e aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. É o 1º Campus 5G do Estado de São Paulo, signatário do Pacto Global e a 1ª universidade privada no ranking internacional de sustentabilidade UI Green Metrics, em um espaço verde de 100 mil m², mais de 50 laboratórios especializados e diversos Centros de Inovação. Nota máxima (5) no MEC e com ótimas avaliações nas demais categorias do Ministério da Educação e no ranking Guia da Faculdade (Quero Educação/Estadão) somente reforçam o compromisso em se manter como uma das melhores instituições privadas de ensino superior no Brasil. Seus 46 anos de história sempre priorizaram a integração da Academia ao Mercado, foco no desenvolvimento empreendedor e cidadão de seus alunos e colaboradores, a busca constante por inovação social e tecnológica e o fomento por um ecossistema de educação completo. Oferece atualmente cursos de graduação, pós-graduação e extensão, abrangendo áreas da Saúde, Engenharia, Arquitetura e Urbanismo, Tecnologia, entre outros. Possui um Instituto de Pesquisas, IP Facens, que atua há mais de 20 anos com os serviços de pesquisa, desenvolvimento e inovação para conectar empresas ao futuro, e é credenciado desde 2002 no MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, Resolução CATI 016/2002, para fins previstos na Lei n˚ 8.248/91.

Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Apoios

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em: