Alimentação no Carnaval: o que comer e o que evitar durante a folia

Nine
CNN Brasil

- PATROCINADO -

O Carnaval é um momento de diversão, alegria e, é claro, muita dança. Tem quem goste de aproveitar a folia na rua, passando horas em pé e dançando em bloquinhos. Também há quem prefira ver os desfiles das escolas de samba. Seja como for, a regra é clara: é preciso cuidar da alimentação.

- PATROCINADO -

“Com a chegada do Carnaval, o folião deve se preocupar em se alimentar bem para suportar o desgaste físico e energético desses dias intensos”, afirma Andrea Marinho Marti, nutricionista responsável pelo Serviço de Nutrição do Hospital Santa Paula.

Mas o que comer e o que evitar durante o Carnaval? A CNN, com a ajuda da nutricionista, traz algumas dicas importantes para a folia. Confira a seguir!

Alimentos que são bem-vindos na folia

Pular Carnaval é uma atividade física, afinal, são longas horas de pé, caminhando e dançando. Além disso, essa época do ano é caracterizada pelas altas temperaturas, que exigem ainda mais do corpo. Por isso, a alimentação saudável e equilibrada é fundamental.

“É importante consumir alimentos ricos em carboidratos, de preferência na forma integral, já que oferecem maior sensação de saciedade e reposição de gasto energético”, afirma Andrea. São eles: arroz, macarrão, batata, cereais e frutas diversas, como banana, maçã, mamão, laranja, morango e uvas, entre outras.

Em uma alimentação equilibrada, também é importante consumir proteínas. São elas que vão oferecer ainda mais saciedade para um dia ou uma noite inteira em festa. Além disso, esses macronutrientes são essenciais para os músculos, que precisam estar fortes para aguentar toda a folia.

Por isso, invista em proteínas animais com pouca gordura, como carnes magras, filé de frango, peixes e ovo, e proteínas vegetais, como grão-de-bico, feijão, ervilhas, soja e lentilhas.

Alimentos que devem ser evitados antes e durante a folia

Seja no Carnaval de rua ou nos sambódromos, a oferta de alimentos gordurosos e frituras é tentadora. Não é para menos: são opções fáceis e, na maioria das vezes, de baixo custo para se alimentar durante a comemoração. Mas é importante que essas alternativas sejam evitadas, pois podem causar desconforto abdominal e, até mesmo, piorar a ressaca no dia seguinte (se for consumir álcool, claro).

“É importante evitar frituras e salgadinhos industrializados, além de evitar consumir alimentos vendidos por ambulantes. Devido às altas temperaturas nesses dias, a presença de bactérias nesses alimentos pode tirar o folião de circuito, caso venha a ter sintomas de infecção alimentar, como diarreias e vômitos”, alerta Andrea.

- PATROCINADO -

Por isso, se não der tempo de se alimentar em casa, procure levar lanches saudáveis preparados de forma caseira. Pão integral com frango desfiado é uma opção, por exemplo. Ou, então, prepare um lanchinho recheado de creme de ricota ou tofu.

Hidratação é essencial

Ao pular carnaval, além de gastar energia, também é comum suar muito e, consequentemente, perder sais minerais e líquidos. Por isso, a hidratação antes, durante e depois da folia é essencial para repor todos esses nutrientes.

“Consuma de dois a três litros de água, suco de frutas ou água de coco, além de bebidas isotônicas que auxiliam rapidamente na reposição de líquidos e sais minerais”, orienta a nutricionista.

A hidratação também é uma grande amiga para evitar a ressaca. Se for beber álcool, procure intercalar o drink ou cerveja com água para minimizar os efeitos da ressaca.

Além disso, a alimentação antes do consumo de bebida alcóolica pode ajudar a evitar os sintomas desagradáveis da bebedeira, além de reduzir os impactos do consumo de álcool no estômago. Mas vale lembrar: “A moderação é sempre o melhor caminho”, finaliza a nutricionista.

Fonte: CNN

Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Apoios

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em: