Tudo sobre as montanhas-russas dos parques da Universal Orlando

Nine
12_Jurassic-World-VelociCoaster.jpeg

- PATROCINADO -

Se a sua última ida aos parques da Universal, em Orlando, aconteceu antes da pandemia, então é chegada a hora de renovar seu repertório de sustos, descidas com gravidade zero, loopings inclinados, solavancos e inversões. São duas as mais recentes inaugurações radicais no Universal’s Islands of Adventure: as montanhas-russas do Jurassic World, inaugurada em 2021, e a Hagrid, da franquia Harry Potter, de 2019, que se somou à veterana Forbidden Journey, inaugurada em 2010.

- PATROCINADO -

Eu mesma não sabia se conseguiria encarar atrações tão radicais, levando em conta que minhas últimas investidas em montanhas-russas foram no Playcenter e no Hopi Hari, ou seja, no século passado (glup!). Saldo da empreitada: embarquei, gritei e amei. Como dizem por aí, só se vive uma vez.

Hagrid’s Magical Creatures Motorbike Adventure (2019)

Minha reestreia no mundo das montanhas-russas não poderia ter sido melhor: foi na famosíssima Hagrid’s Magical Creatures Motorbike Adventure, ou mais conhecida como a “montanha-russa do Harry Potter”, inaugurada em 2019. Ela fica na Universal’s Islands of Adventure e tudo nela conspira para não ser apenas um traçado de curvas radicais.

Informação importante: ela é a única atração em todos os parques da Universal que não aceita o Express Pass, ou seja, não tem fura-fila e todo mundo precisa encarar a espera, que é muito bem recompensada. 

Tudo na Hagrid é temático, a começar pelo carrinho, que é uma motocicleta com um sidecar acoplado (os cinéfilos talvez lembrem de Indiana Jones e a Última Cruzada em que Harrison Ford conduz o pai, Sean Connery, em um veículo desse tipo). Imaginei que ao sentar no sidecar eu estivesse mais, digamos, protegida por estar mais próxima dos trilhos, e lá fui eu.

Fluffy, o cão de três cabeças também dá as caras na Hagrid’s Magical Creature Motorbike Adventure
Fluffy, o cão de três cabeças também dá as caras na Hagrid’s Magical Creature Motorbike Adventure (Universal/Divulgação)

O passeio é uma viagem pelas profundezas da Floresta Proibida, além dos terrenos do castelo de Hogwarts e de encontros com algumas das criaturas mágicas do mundo do bruxinho. Trata-se de uma floresta real com mais de 1.200 árvores e fiquei tão encantada com os cenários (criados pela Universal Creative em colaboração com o designer de produção dos filmes Harry Potter, Stuart Craig, e o diretor de arte, Alan Gilmore), que por alguns segundos esqueci que eu estava em uma montanha-russa. Até que veio o primeiro susto.

A Hagrid é a montanha-russa mais longa da Flórida, com 1.540 metros de extensão, alcança a marca de 80 km/h de velocidade e tem o maior número de lançamentos do mundo, num total de sete. É também a primeira dos Estados Unidos a ter uma queda livre vertical, com mais de cinco metros de altura. Realmente, são muitas emoções em um curto espaço de tempo, meu coração que o diga. Mas o ponto alto, literalmente, foi ser catapultada a 19 metros no ar e, em seguida, cair para trás em um único solavanco. Assim mesmo, de marcha ré. Fiquei muda, até porque nem gritar eu conseguia. 

Hagrid Universal montanha-russa Flórida
A motinho e o sidecar da Hagrid, a mais recente montanha-russa da saga Harry Potter (Universal/Divulgação)

Quando o carrinho parou, ao fim da jornada, eu ainda estava tentando fazer minha alma voltar para o corpo. Mas o que retornou de fato foi o meu espírito de adolescente que, na maior animação do mundo, me fez levantar a gritar: “De novo, de novo!”. E lá fui eu para minha segunda volta, mas dessa vez na motinho, que de fato deu uma emoçãozinha maior.

Na empolgação, resolvi brindar o feito com uma butterbeer, a famosa cerveja de manteiga da saga, mas ignorei o fato de que esse tipo de bebida não me cai bem por ser doce demais. Resultado: os trancos e chacoalhões das montanhas-russas que vieram na sequência me fizeram lembrar dela pelo resto do dia. 

- PATROCINADO -

 

Jurassic World VelociCoaster (2021)

Agora que eu já tinha superado o medo, ninguém me segurava. Corri para a VelociCoaster, a mais nova montanha-russa da Universal, que foi aberta também no Universal’s Islands of Adventure em 2021.

Como já dá para imaginar pelo nome, ela é a primeira montanha-russa do mundo inspirada na saga do Jurassic Park. Na entrada da atração, há duas imponentes esculturas de bronze do Velociraptor e, no lobby, mais quatro esculturas representando as estrelas Raptors do Jurassic World – Blue, Delta, Echo e Charlie. E os quatro Raptors podem ser vistos novamente durante o percurso, mas pode ser que você nem repare 1) por estar em alta velocidade ou 2) porque você estará de olhos fechados (que foi o meu caso).

Jurassic World Velocicoaster Orlando montanha-russa
Jurassic World Velocicoaster: rosto repuxado, olhos arregalados e muita adrenalina (Universal/Divulgação)

E, apesar da descarga de adrenalina que a montanha-russa do Harry Potter tinha disparado, algo me dizia que viria coisa ainda mais forte. A VelociCoaster tem só dois lançamentos, mas um deles atinge inacreditáveis 112 km/h em apenas 2,4 segundos. Sabe aquela sensação do rosto todo repuxado contra o vento, olhos arregalados e boca esticada feito a do Coringa? É mais ou menos assim que eu me senti. Mas esse é só um dos detalhes. Em uma manobra incrivelmente radical, ela percorre um trajeto em espiral de 360º acima da lagoa do parque e faz uma inversão de gravidade zero que é inédita em montanhas-russas. É tanto vira-de-cabeça-pra-baixo, sobe, desce, despenca, que no meio do caminho você já perdeu o rumo. Uma das manobras, chamada de “cartola”, impulsiona o carrinho a 47 metros no ar e depois faz uma queda de 80 graus, a mais acentuada das montanhas-russas da Universal. E apesar de parecer uma eternidade quando estamos lá em cima, a conta real é um total de 12 segundos de “tempo no ar” – aquela sensação quase desesperadora de flutuar sobre a cadeira.

Uma das coisas que mais me impressionou foi que, apesar de sua altíssima velocidade – é a montanha-russa mais rápida de qualquer parque da Universal – ela tem um movimento suave, sem aqueles chacoalhões bruscos. Outra coisa: ela não tem freadas ou desacelerações, pelo contrário, ela só acelera ou mantém algumas de suas velocidades mais rápidas até o fim. Eu amei!

E para encerrar com chave de ouro, depois de sair da VelociCoaster você ainda pode ir ao Raptor Encounter para conhecer e tirar fotos com a Blue, bem como os novos bebês Raptors, Sierra e Tango. Pacote jurássico completo.

 

Universal prepara novo parque para 2025

A Universal também tem novidades para os pequenos, que é a área dedicada aos Minions que eu publicarei aqui em breve. E o grupo prepara uma grande inauguração em 2025 que é o Universal Epic Universe, com mais de 50 atrações, hotéis e, claro, montanhas-russas.

 

The Incredible Hulk Coaster (1999)

Ao olhar o horizonte da Universal Islands of Adventure, as enormes curvas sinuosas verdes em cima do lago saltam aos olhos. A montanha-russa do Hulk foi inaugurada em 1999, passou por modernizações em 2016 e continua sendo um hit, atraindo os apaixonados por adrenalina. 

Já na fila você se sente em uma instalação científica de alta tecnologia centrada em torno de um enorme gamma core, uma fonte de energia que abastece o experimento. Daí você entra em um carrinho todo verde e com um design interessante, bem ao estilo do personagem. 

A incrível e muito doida montanha-russa do Hulk vista à noite
A incrível e muito doida montanha-russa do Hulk vista à noite (Universal/Divulgação)

O enredo é o seguinte: os visitantes são convidados a participar de um experimento científico baseado na pesquisa do Dr. Bruce Banner, mas uma explosão de radiação gama lança todos participantes a cerca de 45 metros de altura e a mais de 100 km/h enquanto o poder do Hulk o impulsiona de cabeça para baixo em um movimento de gravidade zero, correndo cada vez mais rápido. É bem, beeeem intenso.

The Incredible Hulk Coaster é frio na barriga o tempo todo, com movimentos fortes e emocionantes, num total de sete inversões e duas valas subterrâneas. Não à toa foi eleita uma das melhores montanhas-russas do mundo. 

E a cereja do bolo: enquanto você está lá enfrentando as leis da gravidade, a trilha sonora é de Patrick Stump, vocalista da banda de rock Fall Out Boy. Demorei alguns minutos para parar de tremer depois, mas valeu a pena. 

 

Hollywood Rip Ride Rockit (2009)

Solta o som, DJ! É assim que você se sente quando entra na Hollywood Rip Ride Rockit, que fica na Universal Studios Florida. Nessa montanha-russa você pode escolher a trilha sonora e ser a estrela do seu próprio videoclipe. 

Quando você entra no carrinho, tem acesso a uma playlist com diversas músicas em diferentes gêneros: Classic Rock/Metal, Rap/Hip-Hop, Club/Electronica, Pop/Disco ou Country. Mas seja rápido na escolha porque eles não esperam muito para começar a andar. (Dizem que existe uma playlist oculta com uma coleção secreta de músicas, mas eu não descobri o truque para acessá-la.) 

Música escolhida, lá vamos nós. Subimos em um ângulo de 90º, numa posição apavorante, daquelas que a gente sabe que antecede uma queda igualmente radical – que de fato vem, com seus 50,9 metros de altura. Aliás, ela é a montanha-russa mais alta não apenas da Universal Orlando Resort, como de todos os parques de Orlando. 

A Rockit reserva looping invertido, looping inclinado, queda com gravidade zero e curvas em altíssima velocidade
A Rockit reserva looping invertido, looping inclinado, queda com gravidade zero e curvas em altíssima velocidade (Universal/Divulgação)

Dali pra frente, meu amigo, é uma sucessão frenética de looping invertido, looping inclinado, queda com gravidade zero, abismo subterrâneo e curvas em altíssima velocidade. Cada manobra foi batizada com temas musicais, como “refrão” e até uma curva em formato de “clave de sol”.

E se mesmo com a velocidade de 104 km/h e força gravitacional 4.18G (que é mais do que a média de 3G que um astronauta experimenta durante a decolagem) você ainda for capaz, cante junto com a música que você escolheu, que estará bombando nas caixas de som nas laterais da sua cabeça. 

Será preciso muito autocontrole para não parecer apavorado nas câmeras que capturam todas as cenas que se transformam no seu próprio videoclipe que você pode comprar na saída.

Definitivamente, uma montanha-russa de fortíssimas emoções. Eu encarei ouvindo uma música do Abba, mas no meu videoclipe a minha cara de pânico parecia mais de quem estava ouvindo Sepultura.

Harry Potter and the Forbidden Journey (2010)

Essa atração é um misto de montanha-russa indoor e um simulador. Harry Potter e a Jornada Proibida fica na área temática The Wizarding World of Harry Potter no Islands of Adventure, mas ela também pode ser encontrada em outros lugares como na Universal Studios de Los Angeles, na de Osaka, no Japão, e na de Pequim, China.

Esse passeio leva os visitantes por cenas e ambientes dentro e ao redor do Castelo de Hogwarts e utiliza tecnologia de última geração e, por que não, um pouco de magia. Afinal, tudo é possível em se tratando de Harry Potter.

A atração se vale da tecnologia robocoaster KUKA, que permite que os assentos girem enquanto são mantidos acima da pista por um braço robótico. A boa notícia para quem tem medo de brinquedos radicais é que durante o percurso, que acontece no escuro, você vai virar, rodar, balançar, andar em alta velocidade e até quase deitar de costas, mas não vai virar de cabeça para baixo em nenhum momento. 

Harry Potter and the Forbidden Journey Universal Studios Orlando
Os retratos dos fundadores de Hogwarts na “antessala” da Harry Potter and the Forbidden Journey (Universal/Divulgação)

Para entrar na atração, os visitantes passam pelos portões de Hogwarts e podem ver objetos que os fãs da série reconhecem de cara, como o Espelho de Ojesed e os retratos falantes dos fundadores de Hogwarts. Conforme caminhamos, vemos as réplicas das salas do castelo de Hogwarts, incluindo o escritório do Professor Dumbledore, a sala de aula de Defesa Contra as Artes das Trevas e a sala comunal da Grifinória. 

O carrinho acomoda quatro pessoas e, assim que embarcamos, os bancos encantados começam a flutuar e partimos para a ação – e bota ação nisso. Surgem cenas do filme com um passeio que mostra Harry Potter (interpretado por Daniel Radcliffe) voando de vassoura acompanhado de Hermione Granger e Rony Weasley. Tem até dragão na história.

Os efeitos são muito realistas, com fumaça, luzes, movimento e a sensação de velocidade. Mesmo que você prefira os brinquedos mais radicais, vai se encantar com essa jornada mágica.

Revenge of the Mummy (2004)

Apesar de ser uma atração antiga (o que não é de fato um problema para uma múmia), ela ainda é bastante concorrida, já que é a principal montanha-russa coberta da Universal Studios Florida (com “filiais” no Universal Studios de Los Angeles e no de Singapura). Detalhe: o trajeto é no escuro.

Ao entrar, você vai se sentir no set do filme A Múmia, de 1999. O ambiente impressiona pelo tamanho, com os detalhes da decoração e a vibe egípcia. Nessa jornada em um reino sombrio, você vai se deparar com luzes, fumaça, fogo, personagens, alguns sustos e, opa, uma descida em alta velocidade aqui e ali. Em alguns pontos ela ultrapassa os 60 km/h. E, spoiler, o carrinho anda até de costas.

Mesmo que você não tenha medo de múmias e suas maldições, duvido sair de lá sem dar um grito.

SERVIÇO

A entrada para cada parque custa a partir de US$ 119 (de 3 a 9 anos a partir de US$ 114) e o combo com os dois parques no mesmo dia custa a partir de US$ 174 (de 3 a 9 anos a partir de US$ 169). O fura-fila Universal Express custa a partir de US$ 79,99. Saiba mais e compre ingressos.

No app oficial você pode encontrar informações sobre horários de shows, acompanhar a fila em atrações e fazer pedidos de comida e bebida. Disponível para IOS e Android.

Leia tudo sobre Orlando

Reserve hospedagem em Orlando pelo Booking

Reserve hospedagem em Orlando e Kissimmee pelo Airbnb

Busque voos para Orlando

Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Apoios

50 Receitas Fitness

Curso de Massagem

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em:

Nine Receba notificaçoes de novas histórias, notícias e experiências.
.
Ativar Notificações