Seguro de carro elétrico é mais caro? Veja quanto custa

Nine
carro-eletrico-china-695x500.jpg

- PATROCINADO -

Carros elétricos estão se popularizando e se tornando uma realidade no mundo todo, e os brasileiros já estão se acostumando com essa novidade que traz muitos benefícios, sendo menos poluente e potencialmente mais econômico a longo prazo. Apesar do mercado em crescimento, ainda há muitas perguntas a respeito desse segmento.

Dentre as principais dúvidas, um dos assuntos diz respeito ao seguro, principalmente sobre a apólice do carro elétrico ser diferente ou não da oferecida para um carro “tradicional”.

Leia mais:

Quem vai adquirir um automóvel e está considerando comprar a versão elétrica, pode se questionar se o seguro oferece mais coberturas, se é mais caro, entre outros pontos. Se você se identifica e está curioso a respeito do assunto, continue a leitura e descubra esses e outros detalhes.

Afinal, seguro de carro elétrico é mais caro?

carros elétricos
Imagem: Quality Stock Arts / Shutterstock

Talvez a pergunta mais frequente sobre o seguro do carro elétrico tem a ver com o valor: ele é mais caro do que um para o modelo que utiliza a combustão?

De acordo com o especialista Cleber Gregorio de Oliveira, da TAYSAM Seguros, não há diferença entre o produto voltado para o modelo tradicional, a gasolina ou flex, e um eletrificado, seja ele puramente elétrico ou híbrido.

De forma geral, o que faz com que o seguro fique mais barato ou mais caro de acordo com o modelo é a mesma aplicada aos carros “tradicionais”. Não é possível ter uma noção exata do valor, porque cada carro tem uma característica e uma taxa diferentes..

A taxa de um Renegade, por exemplo, é diferente de um Voyage. As taxas variam em um seguro como um todo (colisão, furto, terceiros), entre 2,5% até 10% em carros novos, até 2 ou 3 anos de uso. E caso ele for mais velho, pode chegar a 25% do valor do veículo.

A apólice é diferente?

Imagem: Rawpixel

Sobre as coberturas incluídas na apólice de um carro elétrico, também não há diferença. O proprietário do automóvel pode escolher tanto pelas mais comuns, que protegem contra o “básico” como colisão, incêndio e roubo/furto, quanto pelas mais completas.

- PATROCINADO -

Nessa modalidade, a cobertura abrange todos os itens citados, e também inclui danos materiais, corporais e morais, acidentes pessoais passageiros (morte acidental e invalide permanente por acidente), assistência 24 horas, entre outros.

O sistema de baterias, que geralmente representa 60% do valor total de um carro elétrico, também é uma preocupação para os futuros proprietários do automóvel.

Sobre esse ponto, caso o carro tenha um problema na bateria, geralmente a garantia é da fábrica. Se o cliente se envolver em uma colisão e a isso danificar a bateria, certamente ela será coberta.

O único “porém” a ser levado em consideração sobre a bateria é o risco do sistema ficar irreparável por causa dos danos causados em uma colisão. Dependendo do valor da bateria e do carro, o resultado será perda total.


Fonte original: OlharDigital

Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Apoios

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em: