O que é PrEP e qual sua eficácia contra o HIV?

Nine
03150739292293.jpg

- PATROCINADO -

No final dos anos 1980 o mundo vivia o auge da epidemia de HIV e AIDS. Ser contaminado pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), causador da AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida), não era apenas mortal, mas estigmatizador.

- PATROCINADO -

Atualmente, ter HIV não é uma sentença fatal, sendo que pessoas que vivem com o vírus, podem possuir uma boa qualidade de vida. No entanto, a doença ainda não tem cura, por isso, métodos de prevenção contra a infecção ainda são tão importantes, como a PrEP.

O HIV impede que as células imunológicas funcionem corretamente, acarretando infecções severas, mesmo diante doenças amenas, como resfriados.O HIV impede que as células imunológicas funcionem corretamente, acarretando infecções severas, mesmo diante doenças amenas, como resfriados.Fonte:  GettyImages 

O que é PrEP?

PrEP (profilaxia pré-exposição) é uma medicação que auxilia na prevenção contra o HIV. Ela é composta por dois antirretrovirais, chamados: tenofovir e entricitabina. Esses agentes bloqueiam os receptores celulares, impedindo que o vírus se conecte e adentre as células humanas.

Ele vem em forma de comprimido, que pode ser administrado de duas maneiras: diário ou por demanda.

A medicação bloqueia as vias de infecção e previne contra o HIV.A medicação bloqueia as vias de infecção e previne contra o HIV.Fonte:  Getty Images 

Na PrEP diária, o usuário toma um comprimido diariamente, por tempo indeterminado. Já na PrEP por demanda, a pessoa utiliza a medicação de forma diferente, seguindo uma regra de 2+1+1.

O esquema por demanda ocorre com a ingestão de dois comprimidos no período de 2h a 24h antes do contato sexual. Uma dose de reforço com 1 comprimido deve ser tomado 24h após o primeiro, e o segundo, 24h após a dose de reforço.

O esquema por demanda é indicado para pessoas que consigam planejar suas relações sexuais, com uma frequência menor do que 2 vezes por semana.

Consulte um médico para saber qual a melhor alternativa para você.Consulte um médico para saber qual a melhor alternativa para você.Fonte:  Getty Images 

Quem deve usar a PrEP?

De acordo com o Ministério da Saúde, a PrEP é indicada para populações vulneráveis à infecção por HIV, sendo as de maior risco:

- PATROCINADO -
  • Profissionais do sexo;
  • Gays;
  • Homens que fazem sexo com outros homens;
  • Travestis;
  • Pessoas Trans;
  • Pessoas com múltiplos parceiros;
  • Pessoas que esquecem com frequência de utilizar camisinha.

A medicação está disponível para todas as pessoas não infectadas, maiores de 15 anos.

De acordo com estudos, existe uma diferença no efeito da medicação em organismos onde há presença do hormônio feminino estradiol.

Sendo assim, mulheres trans e travestis que fazem terapia hormonal, ou mulheres cisgênero, devem consultar um médico e evitar o uso do PrEP por demanda.

Consulte um médico para saber qual a melhor forma de prevenção, não apenas contra HIV, mas também contra outras ISTs.Consulte um médico para saber qual a melhor forma de prevenção, não apenas contra HIV, mas também contra outras ISTs.Fonte:  GettyImages 

O medicamento está disponível no SUS?

A medicação e o acompanhamento estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) desde 2018.  Para ter acesso à medicação, a pessoa interessada pode consultar o site do Ministério da Saúde para saber qual unidade próxima realiza a consulta e o encaminhamento.

A pessoa pode buscar a medicação na unidade de saúde a cada 3 meses e realizar o teste de rastreio, não apenas para HIV mas também para todas as infecções sexualmente transmissíveis. Tudo de graça.

O SUS oferece a medicação de forma gratuita! Não deixe de cuidar da sua saúde.O SUS oferece a medicação de forma gratuita! Não deixe de cuidar da sua saúde.Fonte:  GettyImages 

PEP X PrEP

A PrEP e a PEP são diferentes. A PrEP é uma forma de prevenção programada, ocorrendo antes do contato sexual, sem tempo limite de uso.

A PEP (Profilaxia pós-exposição) é o tratamento de urgência após um episódio de contato, com potencial risco de infecção por HIV. Neste quesito incluem-se na população de risco, profissionais de saúde que possam ter sofrido acidentes com perfurocortantes no trabalho.

O tratamento deve ser iniciado entre 2h e 72h após a intercorrência e dura 28 dias. No período de tratamento e pós-tratamento, a pessoa permanece em vigilância para se ter certeza do sucesso da intervenção.  Ambos estão disponíveis no SUS.

Procure a Unidade de Saúde mais próxima. Se mantenha seguro.Procure a Unidade de Saúde mais próxima. Se mantenha seguro.Fonte: Getty Images

PrEP x HIV

A profilaxia é uma ferramenta excelente para a prevenção contra a infecção por HIV, e em 5 de junho desse ano, a ANVISA aprovou a PrEP injetável.

Utilizando o antirretroviral Cabotegravir, a PrEP injetável promete ser novo avanço contra a infecção por HIV, e o desenvolvimento da AIDS, tornando as relações ainda mais seguras.

É válido lembrar que a PrEP não previne contra outros tipos de infecções sexualmente transmissíveis, como sífilis, hepatite B, entre outras, sendo preferível nesses casos, o uso de métodos de barreira, como camisinhas.

Aproveite ao máximo suas relações, mantendo a sua segurança e de seu parceiro ou parceira.

Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Divulgação

50 Receitas Fitness

Curso de Massagem

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em:

Nine Receba notificaçoes de novas histórias, notícias e experiências.
.
Ativar Notificações