Com apoio da filha, administradora supera câncer e divórcio para empreender e inaugura barbearia ‘rústica’ em Sorocaba

Nine
Bruto - Credito Paulo Fagundes (2)

Diana Domingues precisou enfrentar vários obstáculos para realizar o sonho de ter o próprio negócio: uma barbearia com área de lazer

- PATROCINADO -

Foi o sonho de dar uma condição de vida melhor para a filha de 13 anos que fez a administradora Diana Domingues, de Piedade (SP), decidir mergulhar no mundo do empreendedorismo. Com o apoio dela, a empresária superou o fim do casamento de mais de 18 anos, um câncer de mama e o preconceito por ser mulher e mãe solo para conseguir construir o próprio negócio: uma barbearia com uma proposta diferente.
Inaugurada na última quarta-feira (26), em Sorocaba (SP), a Bruto e Bem Cortado funciona como um ambiente “rústico” no qual os clientes podem mudar o visual e, ao mesmo tempo, relaxar com os amigos. Por isso, além da barbearia, há uma área de lazer com bar, mesa de sinuca e música no local.
“É uma experiência diferente, um momento de terapia para os homens, que acabam interagindo entre eles e fomentando o networking”, explica a proprietária, de 33 anos.
O espaço funciona na Rua Jair Gilberto Campanati, no Jardim do Paço, das 10h às 20h, inclusive às segundas-feiras, ao contrário de outras barbearias, fechando somente aos domingos. Entre os serviços oferecidos estão corte de cabelo, barba, barboterapia (um procedimento que une barba, relaxamento e hidratação da pele), química, coloração, sobrancelha e até dia do noivo.

- PATROCINADO -

O grande sentido

A motivação de Diana para colocar a ideia em prática foi o desejo de realizar o sonho da filha Adrielly Domingues Brito de cursar uma faculdade de medicina. As duas moram sozinhas há três anos e meio, depois que a administradora se divorciou do marido, após 18 anos de casamento.
“É o grande sentido de tudo, na verdade. Ela tem o sonho de ser médica e estou buscando dar isso a ela. Essa é a grande chave que virou na minha cabeça, de querer empreender, para ter um pouco mais de oportunidade de proporcionar esse tipo de estudo e carreira para a minha filha.”
As duas são bastante unidas e, por ter tido a coragem de abrir o próprio negócio em um ramo predominantemente masculino, Diana serve de inspiração profissional para a filha.
“A gente se dá muito bem e se ajuda bastante. Ela é uma grande parceira e compreensiva, entende muito bem essa loucura que está a minha vida, pois saio de casa às 7h e só chego 23h praticamente sete dias por semana.”

Anos de preparação

Formada em administração, Diana já trabalhou nas áreas comercial e financeira de diferentes empresas em Piedade – esta segunda, inclusive, é a atual ocupação dela, além da barbearia. Aos poucos, no entanto, foi percebendo que esse tipo de emprego não se encaixava nos seus sonhos e decidiu empreender.
A princípio, ela pretendia abrir uma franquia de uma barbearia gerenciada por uma amiga, que conta com três unidades em São Paulo. Mas a ideia acabou não se concretizando, pois Diana sabia que o seu estabelecimento teria um estilo diferente e que não conseguiria seguir o modelo da franquia.
Embora não tenha pretensão de atuar como barbeira, apenas como administradora e gerente do espaço, ela vem se preparando para ter o próprio negócio há anos. Após a tomada da decisão, foram vários meses de cursos e estudo do mercado, locais (mais de 10 pontos comerciais foram visitados), públicos, nichos e tipos de serviços.

Vaidade masculina

A escolha pelo ramo de barbearias foi influenciada pela tendência de crescimento no setor de beleza e estética masculina. Afinal, de acordo com uma pesquisa encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), 45% dos homens se declaram vaidosos no país. Além disso, 54% afirmam que vão ao salão de beleza com frequência.
“Queria uma empresa onde pudesse prestar algum serviço e oferecer atendimento personalizado, dar novas sensações e experiências aos clientes. É um ramo que tem crescido muito, pois os homens estão cada dia mais vaidosos.”

Já a opção por abrir o estabelecimento em Sorocaba se deu pelo fato de ser uma cidade próxima a Piedade e com mais possibilidade de crescimento: “é uma cidade empreendedora, próspera e que nos permite realizar os nossos sonhos”.
“Eu sempre sonhei em empreender, mas nunca tive coragem, porque empreender é como um estilo de vida, você precisa ir se adaptando. Mas eu sou muito decidida: quando me disponho a fazer algo, não tem mais volta. A minha meta agora é conseguir independência financeira até o meio do ano”, comenta.

Luta contra o câncer

Além do divórcio e da maternidade solo, Diana também precisou enfrentar um outro inimigo ao longo do percurso: o câncer de mama. “Fui diagnosticada em um estágio super agressivo da doença, grau três, quase quatro. Durante quatro anos, fiz um tratamento bem intenso com quimioterapia, radioterapia, cheguei a perder o cabelo, fiz cirurgia”, relata.
Hoje, a empreendedora está curada, não toma mais nenhuma medicação e teve alta médica, mas ainda faz exames de rotina e acompanhamento com especialistas a cada seis meses.
“Isso já é uma vitória imensa. É muito bacana ver esse processo todo, tudo fez parte para que eu chegasse onde eu estou hoje, para que eu me tornasse quem eu sou hoje. Tenho muito orgulho da minha história”, finaliza.

Compartilhe esta história
Deixe um comentário

Apoios

Baixe o Aplicativo do NINE!

Um portal que vai te apresentar experiências em Turismo, Música, Gastronomia e muito mais.

Para acessar no celular, baixe o App do NINE.

Para IPHONE,
Clique em: